A escravidão da arte pela ideologia

Cultural

Ricardo Roveran

Publicado em 21/01/2020

Não se sabe com exatidão em que momento da história a arte surge. Mas sabe-se que na pré-história os homens desenhavam e pintavam com raízes nas paredes e teto das cavernas aquilo que haviam testemunhado e vivido. Estes primeiros registros de manifestação artística ficaram conhecidos como pintura rupestre.

A manifestação artística foi, aparentemente, um dos fatores essenciais para formação das primeiras sociedades humanas, bem como os primeiros registros de atividades em conjunto, quando não havia ainda um idioma desenvolvido.

Precedendo o idioma, precedeu também as mitologias, as formas de comunicação mais sofisticadas com símbolos e caracteres organizados. Portanto, obviamente, precedeu também a formação de estados. Disto se deduz que a arte é um dos elementos essenciais na formação de uma sociedade, na constituição de uma identidade cultural. E, por vezes, até mesmo de uma religião.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar