Bem-vindo ao Carnivore

Geral

Alexandre Costa

Publicado em 24/12/2019

Embora sejam decisivas para a compreensão da realidade que nos cerca, muitas questões são frequentemente ignoradas pela grande mídia e ridicularizadas pela Academia. Temas como a constante concentração de poder nas mãos do Estado e das corporações multinacionais, o enfraquecimento dos direitos individuais e das soberanias nacionais, e a inversão de valores promovida pela elite mundial dificilmente são abordados com a devida atenção e suas interconexões nunca são analisadas. As questões relacionadas à geopolítica e economia globais, mesmo que de forma insuficiente, de vez em quando ainda costumam ser abordadas pela mídia, mas outros assuntos paralelos são completamente ausentes das pautas da imprensa e dos currículos das universidades. Algumas exceções, dentro desses grupos, sabem o suficiente para que possam trabalhar a favor da agenda, para que possam saber quando e como omitir, distorcer ou inventar – são agentes da desinformação.

Um conjunto de assuntos, em especial, costuma receber atenção próxima do zero. São aqueles que estão relacionados aos prejuízos ou malefícios da tecnologia e o seu possível uso com objetivos totalitários. Qualquer cantora de funk carioca, participante de reality show ou outras subcelebridades costumam frequentar a mídia nacional, mas raramente há espaço para noticiar de forma séria os perigos das tecnologias invasivas ou controladoras que estão se tornando onipresentes.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar