Feriadão no Rio de Janeiro

Cultural

Letícia Dornelles

Publicado em 11/05/2021

Tanto trabalho que até esqueci que estávamos às vésperas da Semana Santa. Deus me perdoe.  

O calendário desaparece em meio à rotina. Sei quando é segunda, porque tenho sempre reunião de diretoria, com o Comitê de Gestão de Crise, mas nunca sei quando é domingo. Porque trabalho ininterruptamente. Só desperto novamente para o dia da semana na próxima segunda.  

Terça-feira, 12h. Surge o boato de que o prefeito vai decretar feriadão. Ligo o alerta luminoso.  

Lembro da Semana Santa. Vai ver confundiram. É o feriado natural. Não deve ser nada extra.  

Ouço que pode haver um feriadão de dez dias. No fim do mês. Penso logo nas contas a pagar, contratos, empenhos. Que confusão seria.  

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar