Passaporte Sanitário, Great Reset e o Turismo

Internacional

Pablo Barcelos

Publicado em 03/05/2021

Sob o slogan O Grande Reinícioas grandes potências discutem um plano de retomada, utilizando-se das novas diretrizes apresentadas por Klaus Schwab  no Fórum Econômico Mundial.     

Segundo o The New York Times, Estados Unidos e União Europeia estão discutindo há várias semanas a criação de um “certificado de vacinação” e ações para torná-lo tecnicamente viável. O bloco já debate a criação do que chama de Digital Green Certificate, um certificado que permitiria a livre circulação entre os países. Além de vacinados, poderiam viajar livremente quem se recuperou da Covid-19 nos últimos meses e quem apresente um teste negativo para a doença realizado nos dias anteriores ao desembarque. Esse “passaporte de imunidade” seria emitido em formato digital em inglês ou na língua madre de cada país e valeria para todos os países do bloco. 

A Comissão Europeia disse que está colaborando com a OMS (Organização Mundial da Saúde) para que o certificado possa ser reconhecido no resto do mundo. A mesma OMS que escondeu dados da pandemia em conluio com a China. Na época, o caso foi descoberto pelo serviço de inteligência dos USA e denunciado pelo ex-presidente norte-americano Donald Trump. Estão na conta do partido comunista da China o sofrimento, a morte de milhares de pessoas e a falência do sistema econômico mundial. A maioria dos países emergentes seguem lutando para reagir em meio ao caos sem nenhuma ajuda da China, que se exclui de qualquer culpa pela pandemia.                        

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar