Preguiça de Meghan e Harry

Cultural

Letícia Dornelles

Publicado em 26/04/2021

Meghan e Harry. Que preguiça desse casal. Não suporto.  

Dias atrás, vi a entrevista com a Oprah. Quase desliguei a TV no meio. Quando Harry começou a se queixar de que a realeza cortou a mesada dele. Marmanjo de 36 anos chorando por mesada e expondo a família ao vexame planetário. Que falta de vergonha na cara. Que fuga da realidade. Da realeza pode fugir, mas da realidade é a mostra do quão fútil e desconectado da vida comum é o casal.  

Veja bem: em plena pandemia, o casal achou que seria razoável se queixar da perda da mesada do marmanjo de 36 anos. Com tantos desempregados no mundo inteiro. Inclusive na terra dele, o Reino Unido. Depois dizem que defendem causas humanitárias, que se preocupam com a fome no mundo, com a vida dos desassistidos. Mesada aos 36 anos. Chorar por título de nobreza em pleno século vinte e um.

Seja a realeza ou sejam quaisquer plebeus: são acima de tudo uma família. Conflitos de família devem ser resolvidos na sala de casa e não na televisão de outro país para o planeta assistir. Família real britânica em dia de Casos de Família, do SBT. E por culpa de dois mimados, deslumbrados com eles próprios, e muito inúteis. 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar