Semana das Semanas

Cultural

Robson Oliveira

Publicado em 29/03/2021

É a Semana das Semanas. Os sete dias mais importantes de toda a história universal. Por causa do pecado dos primeiros pais e para que a Justiça ganhasse a Terra, a Misericórdia toma as rédeas do Mundo. De modo inaudito, o Inocente será macerado por verdugos. Uma Luz vai brilhar, quando as trevas lançarem suas garras sobre a criação. Um Redentor, quando as forças infernais se arremessarem sobre as almas e os corpos de homens e mulheres. A sombra da morte, porém, sofrerá um golpe fatal do Senhor da Vida.

Enquanto alguns viajam para aproveitar miniférias, esquecendo-se voluntariamente do sentido profundo desses dias, os cristãos – mesmo em trânsito – relembram que esta semana mudou o rumo da história. De fato, após a crucifixão do Senhor, a justiça ganhou um rosto. E isto é estupendo! Pois a vida comum foi renovada por dentro e resta encarnada em sinais simples e ordinários... Depois da Quinta-feira Santa, a esperança veio até nós e escondeu-se num pedacinho de Pão; após aquela Sexta-Feira, a fé ganhou um conteúdo preciso e permanece oculto na interseção entre dois madeiros; o amor, enfim, tomou a carne humana e tocou até o fundo de tudo o que o homem é. Ao fim desta Semana, ao fim deste Drama Divino, torna-se evidente o verdadeiro inimigo do homem, aquele inimigo que necessita ser combatido todos os dias: o pecado. 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar