Filosofando com meu filho

Cultural

Letícia Dornelles

Publicado em 23/03/2021

Eu e meu filho diante de um rio de águas profundas. Ele admira o correr das águas.

- Pensando na vida, Patrick?

- O barulhinho das águas do rio me deixa calmo. Dá uma paz.

- Quero sempre olhar o mundo através dos seus olhos. E aplaudir as velhas novidades como se eu as estivesse vendo pela primeira vez também. 

- Velhas novidades. Coisas que já conhece, mas viram novidade por causa dos meus comentários. 

- Ver duas vezes a mesma coisa... E conseguir ver diferente. Como o rio que, ao entrarmos nele duas vezes, na segunda já não será mais o mesmo.

- Todo rio conversa, Patrick. 

- O rio conversa?!

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar