O caso Petrobras

Brasil

Carlos Dias

Publicado em 08/03/2021

Completamente diferente do que a imprensa quis apresentar como versão sobre as movimentações no caso Petrobras, desconfio de que, realemnte, houve um intencional ataque especulativo à companhia produzido pela imprensa tradicional junto com agentes produtores de conteúdos financeiros.

Nada mais natural que o presidente do país em pleno gozo de sua autoridade, como é o caso do presidente Bolsonaro, decidir pela recondução ou não do presidente de uma empresa de economia mista.

Não se pode nem afirmar sequer que houve demissão, pois a eventual substituição se dará após o encerramento do mandato do atual presidente da Petrobras, que findará em março do corrente. Portanto, nada de extraordinário nisso!

A imprensa tradicional tratou o tema como intervenção do presidente Bolsonaro na empresa alertando para uma direta intenção de controlar os preços dos combustíveis, o que redundou em grande apreensão e desconfiança de investidores do mercado de capitais brasileiro e internacional.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar