Informação que seu filho recebe

Comportamento

Letícia Dornelles

Publicado em 28/09/2020

Semana passada, no Grupo das Mães e Professoras da escola do meu filho, recebi a notificação de uma professora que, por sinal, é muito simpática e solícita. Era um projeto de texto dos alunos. Interessada no conteúdo, li.

Trecho: “As crianças não devem comer carne para não prejudicar o Meio Ambiente”. Como assim? Desde quando a professora é nutricionista? Ou mãe do meu filho? Não é função dela administrar ou sugerir a dieta do Patrick ou dos colegas dele. Indiretamente, era o que estava acontecendo. Além de incutir nas crianças o sentimento de culpa.

Educadamente, escrevi: “Desculpe, mas não considero correto a escola ensinar a uma criança de 9, 10 anos, que ‘não pode comer carne’. É proteína animal e Patrick gosta. Como a professora diz que ‘vai prejudicar o Meio Ambiente’, ele pode ser influenciado, e deixar de comer esse importante alimento. Proteína é necessária para o seu desenvolvimento. Para o sangue. Evita anemia.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar