Observações sobre a Crise do Brasil

Brasil

Carlos Dias

Publicado em 01/09/2020

A crise gerada pelo vírus chinês desarrumou ainda mais as contas públicas, tornando mais do que urgente a necessária restruturação administrativa do Estado brasileiro.

Na proposta eleitoral de 2018 constavam reformas de potentes calibres, como as da Previdência, Tributária e Administrativa. As privatizações eram, da mesma forma, temáticas essenciais para ajustes estruturais vigorosos no sentido de atrair e consolidar investimentos privados e pavimentar o encontro do país com a agenda liberal da economia.

As resistências a tais transformações do Estado brasileiro vieram de grupos políticos acostumados a gerenciar diretamente a máquina pública com seus grupos internos, de indicados, e externos, por meio de alianças.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar