Mergulhe

Comportamento

Letícia Dornelles

Publicado em 13/08/2020

Imagine uma noite sem estrelas no céu. Tão assustadora que pareça o fim do mundo. Você está deitada sem sono. Pensando no rumo que vai dar na sua vida. Sem bússola, GPS, mapa. Só você e a noite. Olha para o lado, e seu filho, ainda criança pequena, dorme o sono dos inocentes. Sem saber da escuridão e do medo da mãe dele de a noite perdurar por longos tempos.

Você chora em silêncio. Pede ajuda a Deus. Para suportar a noite. O dia seguinte. E quem sabe quantos dias mais. Você pede alguma luz. Mínima que seja. Um olhar do Criador na sua direção.

Às vezes, se acha esquecida. Você se sente como o grão quase invisível no Universo e do qual ninguém percebe a existência.

– Esqueceu de mim, Senhor?

Você tem o futuro daquele filho amado em suas mãos. Teme não conseguir sustentá-lo. Dar a ele educação, saúde, oportunidades.

A criança acorda e pergunta:

- Você está chorando, mamãe? E você disfarça:

- Não, meu amor... Impressão sua...

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar