Teoria da Conspiração ou Revelação? – Parte 8

Geral

Alexandre Costa

Publicado em 16/06/2020

Com os mais variados nomes, a chamada Nova Era está presente no cotidiano de todas as pessoas e já parece fazer parte de algumas “tradições” construídas de forma artificial e extemporânea. Seus elementos permeiam toda a sociedade e sua onipresença na mídia, no entretenimento e em um aparente e forjado senso comum tornam sua identificação paradoxalmente mais difícil, tendo em vista que tudo aquilo que apresenta características tão evidentes a ponto de serem ululantes, quase sempre tornam-se imperceptíveis sem uma apurada observação. Algo como observar a existência do ar.

Mas o que vem a ser a Nova Era?

Poucas coisas são mais difíceis de definir com precisão do que esse conjunto de crenças, hábitos e pseudotradições desconexas que recebem o nome de Nova Era, uma livre tradução do termo original em inglês, New Age, quase sempre significando uma espécie de movimento disperso que une várias tendências. Como costuma acontecer com aglomerados de conceitos unidos sem qualquer critério, suas definições podem variar de tal maneira que praticamente tudo pode ser enquadrado em sua “caixa de ferramentas”. Ao mesmo tempo, qualquer grupo de crenças que se declare parte desse movimento pode ser “excluído” por outro grupo a qualquer momento, sem que ninguém consiga provar seus argumentos, mesmo após infindáveis discussões acaloradas. Resumindo: não existe um conceito preciso sobre o que vem a ser a Nova Era. E, exatamente por essa ausência de critérios, a cada instante tudo pode mudar, inclusive retroativamente

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar