O que está acontecendo com o Direito?

Cultural

Henrique Lima

Publicado em 05/08/2019

Por que vemos tantos absurdos nas bocas e nas penas dos juristas? Como chegamos a esta calamidade? O Professor Olavo de Carvalho nos dá uma pista quando identifica um vício característico da mentalidade positivista (revolucionária, portanto): o neutralismo superior de uma elite tecnocrática onissapiente. Este vício afeta também, mutatis mutandis, o chamado mundo jurídico. Este epíteto, que designa o conjunto dos profissionais do Direito e das estruturas que operam, é bastante apropriado, já que tais profissionais parecem ter criado um mundo fictício, uma realidade paralela. É triste constatar: hoje, os juristas não fazem mais jus a este nome. Antes, merecem ser chamados de operários do Direito, pois rebaixaram esta ciência a mera técnica. E pior: ainda se gabam disto, com o mesmo ar de neutralismo superior dos positivistas: “eu sou técnico, meus pareceres são técnicos, minhas decisões são técnicas”. Aquele que deveria ser o arquiteto da obra agora age como o servente de pedreiro.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar