A Ditadura da Toga

Judiciário

Tom Martins

Publicado em 05/05/2020

Vivemos quatro crises gravíssimas, a saber: 1. Saúde (Covid-19). 2. Econômica (confinamento). 3. Política (demissão do Moro). Qual seria a 4ª. crise? Pois bem, é a mais grave, pois é a crise institucional (interferência do Supremo Tribunal Federal no Poder Executivo).

O fato é que o ministro Alexandre de Moraes suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Política Federal (PF). Juridicamente, trata-se de uma aberração óbvia. Infelizmente, senhores, a ditadura vem da toga.

Foi creditado ao nosso Rui Barbosa a seguinte frase: “a pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer”. A ideia de existência de um Poder Judiciário funda-se na manutenção da paz e de nossos direitos e garantias individuais. Todavia, parafraseando a jocosa expressão do futebolista Garrincha: “faltou combinar com os russos?”

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar