Estabilidade do Reino

Internacional

Letícia Dornelles

Publicado em 24/03/2020

Aprendi que uma imagem vale mais do que mil palavras.

Lembro a princesa Diana e sua expressão de tristeza e derrota quando queria comunicar ao mundo que o casamento com o príncipe Charles estava em crise. Não falava uma só palavra. Caminhava olhando para o chão, franzia a testa, apertava a boca como se fosse obrigada a sofrer em protocolar silêncio. Uma mulher com o mundo aos seus pés passava a imagem de coitada. Um roteiro deprimente.

O público futriqueiro e os que odiavam a monarquia festejavam. Os adversários da rainha cogitavam: “Diana vai estremecer a estabilidade da monarquia até a conservadora Elizabeth ser guilhotinada pela modernidade”. A Coroa estava exposta aos plebeus. O véu que separava os nobres dos mortais comuns fora retirado. A Família Real tinha virado participante de um incômodo reality show. O príncipe era pintado como um sapo. E Diana mostrava que não estava disposta a engoli-lo. Uma família treinada para não demonstrar sentimentos em público, estava exposta como nunca imaginou. Diana esfregava nas câmeras sua infelicidade e sua instabilidade emocional.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Para continuar lendo e ter acesso a esse conteúdo exclusivo, assine clicando abaixo.

Assinar